Richa lança programa para recuperar e modernizar estradas rurais

segunda-feira, 12 de novembro de 20120 comentários

O governador Beto Richa (PSDB) lançou nesta segunda-feira (12/11), no Palácio Iguaçu, o programa Patrulha do Campo, que irá repassar máquinas e equipamentos a consórcios de municípios para recuperação e modernização de estradas rurais. Trinta patrulhas, de um total de 60 que serão adquiridas pelo Estado até 2014, já estão à disposição das prefeituras. Na solenidade realizada em Curitiba, três consórcios municipais firmaram convênios com o Estado, dois da região Noroeste e um do Centro-Oeste paranaense. Além de maquinário, o governo vai dar suporte às prefeituras na elaboração de projetos técnicos e de engenharia para a recuperação as estradas. Inicialmente, o programa atenderá cerca de 200 municípios, com o aporte de R$ 110 milhões. Cada patrulha é composta por escavadeira, trator de esteira, pá-carregadeira, motoniveladora, rolo-compactador, caminhão-comboio, caminhonete, carreta para o transporte dos equipamentos e cinco caminhões basculantes. Com o trabalho prévio de engenharia, o objetivo é reduzir os impactos ambientais e reduzir gastos futuros para conservação e manutenção das vias não pavimentadas. “As obras de adequação e melhoria dessas vias têm sido a maior demanda por parte dos municípios ao governo do Estado. Estamos cumprindo um compromisso assumido com os prefeitos e renovando a frota de máquinas, que estava sucateada. Queremos fortalecer a agricultura e a pecuária, a base da economia paranaense”, disse Richa. De acordo com Richa, ao Patrulha no Campo se somam outras iniciativas já em execução para apoiar os municípios na tarefa de manter estradas rurais, como o repasse de óleo diesel e a pavimentação poliédrica (com pedras irregulares) de trechos prioritários. “O Estado se aproxima cada vez mais dos municípios para melhorar a vida das pessoas que moram no Interior e que tanto contribuem para o crescimento do Paraná”, disse Richa. O Patrulha do Campo será coordenado pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e executado pela Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná (Codapar). As prefeituras devem se responsabilizar pelos operadores de máquinas. A Secretaria da Infraestrutura e Logística e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) cedem os equipamentos e vão capacitar os operadores de máquinas. Também serão responsáveis pela elaboração dos projetos de readequação. NOVO CONCEITO - O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, explica que as patrulhas vão instituir um novo conceito de construção e manutenção de estradas rurais no Estado, em integração com as lavouras. “Não adianta ter uma estrada perfeita se no seu entorno existe uma lavoura mal conservada que joga água em seu leito, provocando erosão”, explica. De acordo com Ortigara, o projeto ajuda a promover a conscientização das comunidades sobre a necessidade de conservação dos recursos naturais, especialmente a água e o solo, como condição básica para a melhor conservação das estradas rurais. “Estamos reescrevendo o pacto federativo com o apoio do governo aos municípios. É uma forma de reduzir o custo para o trabalhador rural e permitir que a riqueza fique no campo”, avaliou Ortigara. Ele afirmou que o produtor paranaense gasta quatro vezes mais que a Argentina e os Estados Unidos, maiores concorrentes do Estado no mercado mundial de alimentos, para enviar uma tonelada de soja até o porto para exportação. “Com integração, estamos mudando esse cenário e oferecendo condições de infraestrutura aos produtores”, disse secretário. Com o repasse das patrulhas, ele estima que no mínimo 5 mil quilômetros por ano de estradas rurais sejam revitalizados. TRAFEGABILIDADE – O estado do Paraná possui 110 mil quilômetros de estradas rurais, por onde passam 30 milhões de toneladas de grãos por ano e um grande volume de frangos, suínos, bovinos, leite, madeira, hortaliças, insumos agrícolas, entre outros produtos do meio rural. A trafegabilidade também é fundamental para o bom funcionamento do transporte escolar, do acesso aos serviços de saúde, lazer e para o desenvolvimento econômico e social dos municípios. O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, explica que a manutenção das estradas rurais é de competência dos municípios, mas as prefeituras não têm conseguido arcar com as obras. “O Estado age para dar suporte e garantir as condições aos produtores de escoar suas safras”, afirmou o secretário. Ele citou outros investimentos da secretaria para corrigir os gargalos de infraestrutura, como a construção de pontes, ferrovias, aeroportos, duplicação de estradas e ampliação dos portos. AVALIAÇÃO – Cerca de 25 municípios, integrantes do consórcio da Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (Comcam), assinaram o convênio para receber as obras. De acordo com Fábio D’Alécio, presidente da Comcam e prefeito de Ubiratã, os municípios têm grandes dificuldades de conservar estradas rurais. “Sozinhos teríamos dificuldades, mas com o apoio do governo vamos agora executar obras que estavam atrasadas”, disse o prefeito. Também assinaram o termo o prefeito de Paranavaí, Rogério Lorenzetti, representando municípios da região Arenito Caiuá, e Cesar Augusto Bovino, de Rio Bonito do Iguaçu, que lidera o consórcio envolvendo prefeituras da região do Cantuquiriguaçu. O presidente do Sistema Ocepar, João Paulo Koslovski, também avaliou positivamente o programa do governo estadual e disse que o investimento nas estradas rurais será fundamental para reduzir os custos dos produtores. “Iremos assim diminuir o risco Brasil e atender uma das principais necessidades dos agricultores”, disse ele. Além de prefeitos, estiveram presentes na cerimônia deputados estaduais, federais e vereadores. O Governo do Estado está repassando cerca de R$ 7 milhões por ano para a Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná (Codapar) para cobrir gastos de custeio e manutenção da equipe técnica do programa Patrulha do Campo. A Secretaria de Agricultura vai investir outros R$ 3,57 milhões em obras adicionais de estradas em sete consórcios. Além disso, outros R$ 30 milhões, em recursos do Programa Pró-Rural, que estão sendo repassados pelo Banco Mundial, serão aplicados na compra de outros nove conjuntos de equipamentos para a recuperação de estradas. A solenidade contou com a presença do vice-governador Flávio Arns; do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado estadual Valdir Rossoni; e do líder do governo no legislativo estadual, deputado Ademar Traiano, além de prefeitos e dos deputados estaduais Alexandre Curi, André Bueno, Augustinho Zucchi, Cesar Silvestri Filho, Cleiton Kielse, Elio Rush, Fernando Scanavaca, Luiz Accorsi, Nelson Luersen, Nereu Moura, Pedro Lupion, Plauto Miró, Rose Litro, Teruo Kato e Marla Tureck e dos deputados federais Alex Canziani e Cida Borghetti.
Compartilhe este artigo :

Postar um comentário

 
Support : Editado por Marcio José Nunes Vieira | Diretor do Jornal Folha de São Jorge | Facebook
Copyright © 2013/16. Folha - Todos os Direitos Reservados
Template Creating Website Published by Folha
Proudly powered by Blogger